O Ganges e a Sabedoria da Incerteza

A magia do Ganges demorou-me algum tempo a compreender. O seu sentir foi mais fácil e quase imediato da primeira vez que o vi, quase há 10 anos atrás. É impossível não sentir a  sua força e poder na época da monção, e a sua serenidade e clareza na época seca . Durante o dia é fácil perceber a sua importância vital para todo o Norte da India, nas culturas que rega e no alimento que trás. Quando a noite cai...

Underwater World

Aqui vos deixo mais um testemunho na 1ª pessoa, sobre a  importância de estarmos abertos a novas ideias, aventuras, experiências.

 

Nunca fui muito de água. Sou daquelas pessoas que pode passar um dia na praia sem ir ao banho. Acho quase sempre a água gelada e quando necessário lá dou o meu mergulho relâmpago e saio normalmente a praguejar.

Não tens medo de viajar sozinha? - Não. E adoro!

Resolvi escrever este texto porque várias vezes respondo a esta pergunta quando digo que vou viajar sem companhia. Compreendo que possa parecer estranho e assustador para alguns , mas acreditem, é mais fácil do que possam imaginar.

A Vida e Outras Viagens

A inspiração vem de uma viagem à India assim como de uma viagem de metro. E cada dia da nossa vida pode ser uma viagem se estivermos abertos a isso.

(Índia) Amritsar e o Templo Dourado

Talvez seja simplesmente natural sentirmo-nos bem na casa de Deus. Qualquer que seja o nome o e a forma que lhe dermos.

O sorriso da Índia

Sepúlveda escreveu que "A Pátria de uma pessoa é onde ela se sentir bem". Não podia concordar mais. Pátria não vem no passaporte, é uma coisa de coração. E as coisas de coração não se escolhem sentem-se. Sinto-me feliz e grata por ter a liberdade de escolher a minha Pátria.

Janela para o Ganges

 

Partam os vidros, tirem as trancas, deitem fora os cadeados e, nem que seja por uma noite, abram a janela do vosso coração. Mostrem a verdadeira essência do vosso ser, o vosso eu ao mundo e o mundo vai-se abrir também, com tudo o que de maravilhoso tem para dar.

Masala Indiana

 

“… a primeira condição do pensamento correcto é a sensação correcta – a primeira condição para entender um país estrangeiro é cheirá-lo”

T.S.Eliot “Rudyard Kipling”

Um farto Natal na Califórnia (EUA)

De que se trata afinal o Natal? O que é verdadeiramente importante nesta época? A companhia da família e amigos? As refeições fartas com mesas bem recheadas? Os presentes? E quais? Aqueles que esperamos receber ou os que vamos oferecer? E dentro dos presentes que vamos oferecer quais os que verdadeiramente queremos oferecer e quais os que TEMOS que oferecer? E porque é que temos de o fazer já agora?

Thanksgiving, descoberta da gratidão em Miami

 

Gratidão por todas as experiências que a vida me tem trazido. As melhores e as menos boas que invariavelmente mais tarde, se têm traduzido em crescimento pessoal.

 

Gratidão por todas as viagens por este mundo lindo, a lugares tão diferentes e que me têm permitido continuar a abrir horizontes mentais e emocionais.

 

Gratidão por todas as viagens internas e por toda a evolução que o caminho do Yoga me tem dado.

 

 

BEFORE I DIE I WANT TO… (Lisboa)

Retiremos primeiro as camadas e camadas de desculpas que usamos. Retiremos depois os medos. Os preconceitos. Os outros - que são geralmente a nossa maior desculpa para não fazer as coisas. Retirando tudo isto de modo a ficarmos só nós, connosco próprios, perguntem-se então porque é que ainda não foram na direcção do vosso sonho, do vosso desejo, da vossa vontade?

Please reload